A era do Joint Venture

business man writing business strategy

Com o movimento das empresas em busca de soluções e desenvolvimento de novos produtos e serviços as alianças são bem vindas.

O lançamento de produtos inovadores no mercado exige agilidade. Com toda certeza, as transferências de tecnologias, na maioria das vezes, somente são possíveis quando duas ou mais empresas buscam uma solução que seja complementar em suas áreas de atuação.

A estruturação de operações de união de duas ou mais empresas é conhecida como joint venture, expressão inglesa que prevê as bases de uma atividade econômica comum entre duas organizações.

Modelos de Joint Venture
A criação ou não de uma nova empresa pode ser decidida com o tempo, assim como se vão fazer um consórcio, seguindo o modelo de associação.

O joint venture estipula todas as condições de compromissos e atividades, envolvendo a gestão, os lucros e os prejuízos. A estruturação deve prever objetivos e as contrapartidas de transferência de know-how.

Em síntese, o joint venture é motivado pela expansão de possibilidades que o mercado sinaliza. No mundo cada vez mais globalizado as empresas precisam estar ligadas em novos mercados de desenvolvimento.

O sucesso destas operações estão condicionadas, em grande parte, à cultura dos gestores para o novo. Os processos de tomadas de decisões devem ser compartilhados e os cuidados da gestão são para não engessar as operações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>